Internet

Will Darbyshire ♡

Passando por aqui pra deixar uma indicação direto do fundo do meu coração pra vocês. O site é YouTube, e o canal é o do Will Darbyshire. Ali a gente encontra arte, aconchego e abraço em forma de vídeos. Esses aqui são alguns dos meus favoritos – já assisti cada um deles umas 29860 vezes.

O Will também acabou de lançar um livro com uma proposta MARAVILHOSA: ele liberou, ao longo de um ano, várias perguntas sobre o amor para seus seguidores e juntou as melhores respostas em um livro chamado This Modern Love. Não vejo a hora de ter a oportunidade de ler esse livro, cada coisa linda que deve ter saído disso!

E é isso! Espero que confiram os videozinhos e, se gostarem, deixem nos comentários, é sempre bom saber que alguém compartilha dos mesmo sentimentos que nós 🙂

Breve reflexão sobre nossos bloguezitos 

“A obrigação de produzir anula o prazer de criar”: essa semana pensei um pouco sobre essa frase, dei até uma tweetada sobre, mas resolvi trazer o assunto pra cá, afinal, é sobre esse nosso ambiente que quero falar.

Nessa semana, duas donas de blogs que eu sigo, e que já haviam declarado amor eterno a “blogsfera”, postaram textinho de tchau aos seus leitores. É claro que elas fazem o que bem quiserem, e eu entendo que nada dura pra sempre, mas, talvez, um pessoal esteja encarando de maneira equivocada esse nosso espaço. Não sei quem disse que absolutamente precisamos de vários posts prontos todas as semanas da vida. Claro, eu entendo que, pra captar a atenção de um público, regularidade é chave, e eu mesma adoro quando meus blogs favoritos são super ativos, mas também adoro quando o conteúdo tem qualidade e não acho que isso aconteça quando falta prazer na criação.

Fiquei alguns meses postando bem pouquinho aqui no meu cantinho, mas agora fiquei com vontade de escrever, e pretendo postar mais nessas semanas, simples assim. Acho que, a não ser que seja seu trabalho de verdade (sua maneira de divulgar sua empresa, por exemplo) deveríamos utilizar a internet por prazer. Então, faltou inspiração? Deixa o blog quietinho ali, eventualmente você vai precisar dar uma desabafada, ou vai baixar o poeta, ou você vai querer compartilhar uma banda que tá curtindo muito. Não é esse o ponto dos blogs? Ser um conforto pra quem cria?

Enfim, só acho que, se é natural, acaba sendo bom. Então, relaxa aí pessoal.

E beijos procês.

Links favoritos ♡

Nesse dia meio parado que são os domingos decidi preparar um formato de post que adoro encontrar por aí: aquela seleção dos links favoritos das últimas semanas. E, quem sabe, ajudar vocês a começar a semana com algumas inspirações extras!

I’ve stopped beliving – Me apaixonei por esse texto, que me levou a vários outros posts da Michele sobre relacionamentos e sobre ser alguém que sente demais. Acho que o blog dela foi a melhor descoberta que fiz nas últimas semanas, são textos tão sinceros que me senti aconchegada ali e não queria parar de ler.

Precisamos mudar nossa relação com a alimentação e exercícios físicos – Se você ainda não conhece o GWS, corre lá! São tantos textos bons, que já me fizeram repensar minha visão sobre o mundo e sobre mim mesma, sempre com uma boa pitada de crítica sobre os padrões sob os quais achamos que devemos viver. Esse post em particular fala sobre muitas coisas que eu venho descobrindo eu mesma sobre a relação corpo e mente X padrões sociais.

Um salve à Terra do Nunca – Desde sempre o Literatortura é um espaço para gente jovem que escreve para jovens, com tom de sonhos e descobertas. Esse texto fala um pouquinho sobre tudo do mundo de hoje, principalmente o que consumimos pela mídia, e me encantou muito a maneira como foi escrito.

Bullying, haters e amor – Depois desse texto, a Mel ganhou muito meu respeito. Quanto mais a gente conhece a internet, mais haters encontramos por aí e, decorrendo de uma experiência pessoal, foi com muita sutileza e sabedoria que a Mel falou sobre isso.

Por fim, quero compartilhar um link já antigo e meio fora de época, já que se trata de um poema sobre resoluções de início de ano (em forma de vídeo), mas que me inspirou de qualquer jeito.

Já até falei por aqui que venho descobrindo e me apaixonando pelo trabalho de youtubers gringos – e, aliás, percebendo o quão atrasado o Brasil está quanto a produção desse material. Fica a dica! 😉

Gostaram? ♡

3 inspirações online

Oi gente, como vocês estão? No momento, eu ando cheia de planos, esperanças e dores de cabeça, mas vou deixar tudo isso assentar, ver no que dá, e depois compartilho por aqui ;). Hoje vou falar de coisas boas: inspiração e internet. Fiquei longe da internet essa semana e voltei louca pra conferir meus cantinhos favoritos. Com tantas coisas – boas e ruins – que o mundo online tem a nos oferecer, tenho nele preciosas fontes criativas. Decidi compartilhar algumas delas por aqui e espero que você as amem tanto quanto eu. 

TEORIA CRIATIVA

O blog da Gabi foi um dos primeiros pelos quais me apaixonei e continua a ser um dos mais impecáveis que já visitei. Ouso dizer que alguns textos por lá foram importantes para a minha vida, isso porque a autora defende, constantemente, a individualidade e o amor próprio e nem consigo expressar o quanto as palavras dela já me ajudaram e abriram minha mente. Passei a enxergar belezas em mim mesma e visualizar alguns podres na sociedade, mas também despertei dentro de mim uma inédita paixão por roupas e pela busca de um visual próprio.

É um blog construído com capricho, combinando arte e armário-cápsula, feminismo e desabafos. Tudo deliciosamente trançado. Além disso, compartilho com a Gabi filmes, livros e músicos favoritos e descobri muita coisa boa através das suas indicações. É o tipo de pessoa que queria ter como amiga.

O INSTAGRAM DA HARI

Sigo a Hari no Instagram já há uns dois anos e, claramente, stalkeio a coitada. Acontece que ela tem um olho único pra fotografar os prazeres da vida urbana e sempre me identifiquei muito com suas linhas de pensamento. Ela é confiante, mas não esconde as barras pelas quais passa, não tem medo de aceitar que é diferente e, recentemente, saiu dos escritórios da vida e se arriscou como freelancer. Aí que admirei de vez!

Ela ama São Paulo, café, música, honestidade e os filmes do Oscar (e é dela o home office lá em cima). A Hari também tem blog, esse mais antigo e o Hey Nuts!, ainda fresquinho. Enfim, acabo sentindo que conheço ela!

PETIT COMITÊ

Faz anos que vejo a Julia Petit por aí e sempre gostei dela, mas maquiagem pouco me interessava. Até que, há poucos meses, ela criou um canal no youtube, no qual explora outros lados dela mesma. Faz entrevistas deliciosas e opina sobre tudo um pouco, com uma inteligência e sensatez surpreendente, tudo sem perder seu modo moleca de falar. Os vídeos sempre tem pelo menos uns 20 minutos de duração mas, depois de um tempo, quanto mais longos, melhor, pois a sensação é de estarmos conversando com uma amiga.

PS: Fiquei afastada do blog essa semana, mas estou planejando acabar logo com isso. Como disse, tem muita coisa rolando por aqui, algumas boas, outras bastante difíceis, mas fato é que não estamos com tempo pra tédio. Porém, hoje é domingo, eu tenho silêncio, um tapete confortável, doce na geladeira e um livro pra terminar. Xx