Os últimos filmes

Oi oi! Me bateu uma vontade de postar alguma coisa e decidi falar sobre os filminhos que assisti nesse último fim de semana. Fazia um tempo que eu não assistia muitos filmes, desde aquele intensivo que fiz pro Oscar em janeiro e fevereiro. Mas, sabe aqueles filmes que, como cinéfilos, a gente sabe que já devia ter assistido, que nós muito provavelmente vamos curtir muito, mas que por algum motivo a gente vai deixando pra depois, e toda vez que vemos eles na listinha do Netflix bate aquela culpa? Pois é, decidi riscar alguns filmes da minha lista e, olha que surpresa!!!, amei todos e não sei o que tava fazendo da vida antes deles.

Os filmes que assisti foram todos lançados por volta do anos 2000, revolucionaram um pouco a maneira de se produzir roteiros e hoje viraram cults. Começando pelo Cães de Aluguel do Tarantino, que me fez admirar esse cara de uma vez por todas. Digo isso porque, por mais genial que Bastardos Inglórios e Django tenham sido, acho que a gente só entende o tom do trabalho dele de verdade quando assistimos seus filmes mais antigos (lê-se Pulp Fiction, um filme que está, aos poucos, entrando para os meus favoritos de toda a vida).

Também assisti Kill Bill: Vol. 2 e, talvez muita gente discorde, mas desculpa, achei esse muito mais legal que o primeiro, com um roteiro dez vezes mais envolvente. Tanto que assisti o Vol. 1 há quase um ano, e esse tempão que demorei até o segundo prova que eu não havia me apaixonado pela história, como aconteceu depois da continuação.

Seguindo a mesma linha sarcástica e com personagens porralouca, estão os irmãos Coen. Assisti Fargo e O Grande Lebowski, dois filmes completamente geniais, que já se tornaram clássicos, pela primeira vez (e, gente, ainda falta Onde os Fracos Não Têm Vez. Que isso Isabela, que tipo de cinéfila é você?).

Por fim, Trainspotting, mais um com personagens muito doidos e muito muito bom. Não tenho muito a dizer sobre esses filmes além disso! Metade do mundo já viu, a outra metade precisa ver e eu to feliz de tirá-los da listinha eterna.

É isso! Xx

Anúncios

6 comentários

  1. Oii Isa. Nooossa, quando assisti Trainspotting achei mega tenso! E tu p r e c i s a conferir Onde os Fracos não tem vez, além de muito bem feito e com atuações maaara, dá um medo muito louco. Enfim, eu tbm tenho vários desses clássicos na lista, e toda vez que vejo eles descritos em algum site, ou no Netflix bate essa mesma culpa. E depois a sensação é bem essa: Pq eu n vi antes? Ou nem sempre. Esses dias assisti A Bela da Tarde do Buñuel e pensei: ainda bem que assisti isso só agora, se já fiquei confusa e sem entender tudo por completo hoje, imagina antes? Bjs!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Siim, isso é bem verdade Kaka! Eu não sei se teria entendido as ironias e o espírito dos personagens tão bem se tivesse assistido esse filmes há algum tempo atrás. Às vezes os clássicos precisam demorar pra serem apreciados de verdade! Pode deixar que vou ver Onde os Fracos Não Têm Vez, e esse outro que você citou tbm! Beijos!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s