LOVE

Os comentários que eu havia lido sobre LOVE, a nova série do Netflix, mostravam opiniões completamente divididas, questão de amor versus ódio mesmo. O que acabou sendo ótimo, pois fui assistir à série pronta pra ter uma opinião própria. No fim de semana, comecei a assistir e embalei três episódios, mas não curti muito, apesar do segundo episódio ser divertido, achei a série sem ritmo. Pelo menos foi isso que pensei, até que passei o dia seguinte morrendo de vontade de saber o que vinha a seguir. Acabei terminando tudo dentro de quatro dias e LOVE entrou no meu coração. 

Não é a melhor série do mundo, você precisa insistir um pouquinho no começo, mas, como em quase todas as séries, vai passar a entender os personagens e se acostumar com todo o ambiente e à cada episódio vamos nos envolvendo mais. Sem contar que a temporada é curtinha, bastante leve de assistir e a gente termina tudo sem nem perceber.

Agora, vamos para a história. Gus é desajeitado, tem jeitão de nerd, sempre abaixa a cabeça pra tudo. E Mickey vive afogando-se em festas e bebidas, sem criar laços. Após terminarem seus namoros, eles se conhecem e tudo que têm em comum é o senso de humor e o fato de ambos estarem perdidos. Acabei achando o título da série ideal, mas de uma maneira incomum, pois LOVE foge dos contas de fadas hollywoodianos e mostra o quão complicado e torto o amor e as relações humanas realmente são. 

Me apaixonei por essa camisa da Mickey (assim como todas as outras roupas que ela usa haha)

Acabamos descobrindo que Gus não é sempre tão gente boa assim e Mickey, apesar de ser descolada e rude, por dentro é sensível como todo mundo e sofre com as merdas que faz. São personagens que cometem erros, o que os faz imperfeitos e reais, meu tipo favorito.

Mas tudo isso teria metade da graça se não fosse a trilha sonora deliciosa dessa série. Sério, me fez ir pro Spotify pra ver se já haviam preparado alguma playlist com as músicas (e tinham haha). Essa é uma das músicas que conheci pela série e achei linda desde o primeiro momento em que tocou, agora não consigo tirar do looping hahaha:

O final da temporada não é tão feliz, mas deixou uma vibe boa em mim. Fiquei com vontade de ouvir música boa e um pouco mais confortável na minha pele. Temos mentes confusas, somos seres problemáticos, fazer o que?

Anúncios

17 comentários

  1. Que saudade de dar uma passada aqui!
    Também li váarios comentários sobre LOVE, um mais oposto que o outro! Mas fiquei feliz de ler a sua, parece que a série é bem pé no chão. Em tempos de realitys cada vez mais sensacionalistas, é bom ver uma coisa que se encaixa no nosso dia-a-dia, né? Sei lá, mais fácil de nos identificar, haha.
    Ótima resenha, Isa! Beijo ❤

    Curtido por 1 pessoa

  2. Adorei a sua resenha da série Isa!! Despertou a minha curiosidade para assistir a série *-* e pelo que percebi parece que há vários comentários que se divergem a seu respeito, acho que vou assistir este final de semana para ver o que acho, e aah adoro essas histórias que mostram mais a realidade e não vão para o lado dos contos de fadas…
    Adorei a música, achei bem lindinha!
    Beijinhos ❤

    Curtido por 1 pessoa

  3. Estou vendo bastante criticais sobre a série tanto boas quanto ruins, e curtindo bastante o que to lendo, eu comecei a ver mas não lembro porque parei no primeiro mesmo, sem mesmo conhecer os personagens, mas vou retormar.
    Gosto de séries assim que retratam de forma mais real o amor e as suas imperfeições, mas confesso que até os filmes também sempre existe algo de errado, pelo menos na maioria que vejo mas acabam sempre com os “felizes 4ever”.
    É legal também sair disso e ir pra algo como, ainda não é dessa vez, o importante é evoluir rsrs

    Suas resenas sempre muito boas Isa ♥

    Abraços, ☼

    Curtido por 1 pessoa

    1. É verdade, a maioria dos filmes não são muito realistas. É por isso que ‘Closer’ e ‘500 dias com ela’ são dois dos meus filmes favoritos na vida! Já assistiu?
      Que delícia saber que você gosta das minhas resenhas! Obrigada, um beijão!

      Curtido por 1 pessoa

      1. 500 dias com ela já sim, amei também, é lindo a forma como retratam o “não foi dessa vez” e como tudo acontece porque é necessário. Closer ainda não, mas já entrou na lista de querer assistir rsrs

        Curtido por 1 pessoa

  4. Isa, você descreveu exatamente minha sensação com Love.
    Ela é uma série bem tranquila, e também não notei passar. Mas no meu caso como comecei sábado de manhã, a tarde já tinha terminado, e fiquei “como assim, estava numa vibe tão boa” rsrsrsrs Traz uma paz interna bem legal.
    E a trilha sonora… Casou completamente!

    Curtido por 1 pessoa

      1. Sou um pouco descontrolada pra séries kkkkkkkk A hora que vejo, já anoiteceu, e só fiz isso o dia inteirinho.
        Foi tudo muito bom, pena que tenho visto muitas resenhas negativas a respeito 😦 Corre o risco de não ter segunda temporada assim 😦

        Curtido por 1 pessoa

  5. ISa
    é bom ler uma opinião positiva, porque a sua é a segunda.. Todas as outras (inclusive de pessoas ‘influentes’) dizem que LOVE é uma decepção. chata e machista.

    Ainda estou pensando se dou uma chance ou não.
    Beijos

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oii, acabei esquecendo de te responder! To tentando pensar em que sentido a série é machista e, apesar de realmente ter situações machistas, é sempre retratado como uma crítica, no meu ponto de vista. A personagem principal faz muitos erros em relação a homens, mas fica claro que isso não é uma coisa boa, e também acho que acontece com muita gente na vida real, então bacana falar sobre. Mas, como eu disse, muita gente não gostou mesmo, e eu acabei adorando hahaha é a vida, né? Beijosss

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s